Blog

Depreciação de carros seminovos

26/10 Depreciação de carros seminovos

Quem procura um carro, além de escolher o modelo, pensa também no quanto vai pagar. Mas além disso, você já pensou no quanto vai receber de volta na hora de revender seu veículo?

A depreciação do veículo começa quando ele sai pela primeira vez da revenda. Daí até o quarto ano de vida, a desvalorização do carro acontece em grandes proporções. Depois disso ela diminui, deixando de ser tão gritante.

Há dois tipos de depreciação, a depreciação contábil e a depreciação pela tabela FIPE. A primeira é calculada por meio de normas e regulamentos emitidos pela Receita Federal. Geralmente é utilizado por empresas ao lançar o patrimônio veicular no imposto de renda da organização. A segunda é a mais utilizado pelo mercado. A tabela FIPE lança os dados mensalmente e possui informações desde 2001. Através dela é possível realizar comparações entre diferentes modelos para saber qual tem uma depreciação melhor e, assim, fazer a melhor escolha na hora de comprar seu carro.



O que influencia a depreciação de veículos seminovos

A depreciação acontece levando em conta diversos fatores. Veja os principais fatores que fazem variar a taxa de depreciação dos veículos seminovos:

Carros importados

Apesar de serem mais caros na hora comprar, quando você pretende revender o seu importado, deve receber menos do que uma expectativa inicial. Isso porque há menos procura por esse tipo de carros no mercado. Quanto mais sofisticado o carro, maior a taxa de depreciação.

Marcas novas

Marcas que não tem tradição no mercado costumam ter depreciação alta. Isso não significa que não são boas marcas e que os carros são de baixa qualidade, mas por serem pouco conhecidas, acabam sendo vítimas da depreciação.

Opcionais

Na hora de comprar um carro novo, os opcionais podem pesar no bolso, mas o mesmo não acontece quando você decide passar adiante seu automóvel. Por isso, não espere o receber de volta o investimento que fez com opcionais.



Veículos problemáticos

Alguns modelos são velhos conhecidos do público por apresentarem problemas com bastante frequência. Pesquise sobre o modelo que você está interessado para ver as reclamações dos motoristas e o histórico do carro. Fuja de veículos que têm muitas reclamações, pois pode ser uma dor de cabeça na hora de vender o seu.


Compre seu carro com quem entende e pode oferecer a você uma consultoria completa, indicando qual o melhor veículo para as suas necessidades. Vá até a Betiolo e compre bem.